Home > Autarquias > DAAE
 
DAAE Rio Claro    
 

A história do DAAE como a conhecemos hoje iniciou-se com a lei de nro. 1.144, de 5 de dezembro de 1969, assinada pelo prefeito Álvaro Perin, que criou o Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro (DAAE) como entidade autárquica e independente. Mas para conhecer-se a trajetória desses 40 anos do DAAE é necessário fazermos um retrospecto no tempo, pois a preocupação com o abastecimento e a qualidade da água em Rio Claro vem de longa data.

Por isso, voltamos aos meados do século passado, quando os representantes do poder público buscavam soluções para o escoamento dos esgotos e a utilização das águas dos mananciais.

Por volta de 1845, eram frequentes os pedidos, pela população, de construção de chafarizes em diversos locais para o aproveitamento dos "olhos d’ água" na região circunvizinha ao Ribeirão da Servidão Pública. Em 1881, uma das maiores aspirações da Câmara Municipal era a canalização e abastecimento de água potável. A partir deste ano, regulamentou-se a cobrança de impostos destinados à realização de serviços e a primeira pedra para a construção de um reservatório, no atual Distrito Industrial, foi assentada quatro anos depois.

A demanda de água cresceu e o sistemas anteriormente instalado já não tinha condições de atender à população. Por isso, em 1891, abriu-se uma concorrência pública para a ampliação da rede de água encanada e sistema de esgotos e, em dezembro de 1894, a Câmara contratou os serviços de João Kleiner, que se propôs a instalar uma bomba dupla de alta pressão, com canos de 3 polegadas, e movida à força-vapor de dois cavalos, aumentando o abastecimento para 12 mil litros de água em 10 horas.

O serviço oferecido por João Kleiner pode parecer pequeno se comparado aos números atuais do DAAE, mas não podemos imaginar o que esses "litros de água" a mais fizeram pelo bem-estar da comunidade rio-clarense.

Passa-se o tempo e o Dr. Theodoro Sampaio, então diretor da Repartição de Águas, comunica à Câmara, em 17 de janeiro de 1899, a entrega do serviço de abastecimento de água canalizada, encerrando-se as obras relativas à canalização e abastecimento de água, com distribuição para toda a cidade.

Em 1901, foi apresentada uma proposta para a organização de uma Empresa de Águas e Esgotos de Rio Claro

Em sessão extraordinária da Câmara Municipal, em 1901, foi apresentada um proposta para a organização de uma Empresa de Águas e Esgotos de Rio Claro, que visava um prazo de 20 anos para exploração dos serviços. Mas foi através da Lei nro. 2, de 1930, que a Prefeitura rescindiu o contrato e a Empresa de Água e Esgoto de Rio Claro passou à responsabilidade da Prefeitura Municipal, que instituiu taxas de serviço e consumo. Neste ano, estavam ligados à rede de água 3.300 domicílios e 1.700 na rede de esgotos.

Mas a cidade não parou de crescer e novamente o abastecimento de água tornou-se deficiente. Assim, em 1936, o prefeito Humberto Cartolano canalizou as águas do manancial da Vila Cristina, que propiciava uma vazão de 12 litros por segundo e abastecia os bairros Cidade Nova e Vila Alemã. Neste mesmo ano, a prefeitura adquiriu um terreno no bairro Samambaia para a construção de um reservatório, onde hoje situa-se o campus da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

O aproveitamento das águas do Ribeirão Claro, situado no Horto Florestal e que abastece a ETA I (JOSÉ MARIA PEDROSO), iniciou-se em 1939, com a apresentação de projeto da Construção da Captação pela firma Carneiro Vianna. A obra iniciada em 1945 teve sua primeira etapa concluída apenas quatro anos depois, na gestão do prefeito Benedicto Pires Joly, que inaugurou o Serviço de Abastecimento de Água, com a presença do governador Adhemar de Barros. O Ribeirão Claro passou a ser a fonte de abastecimento de água do município, gerando 80 litros por segundo.

Em 1954, o professor Oswaldo de Oliveira Brossi, que viria a ser o primeiro superintendente do DAAE em 1969, já trabalhava na Empresa de Água e Esgotos de Rio Claro como Técnico da Estação de Tratamento de Água.

Marco da nova fase do saneamento básico no município é a criação do Departamento Autônomo de Água e Esgoto

Por 18 anos, a capacidade de abastecimento da Estação permaneceu inalterada até que todo o complexo ( ampliação e reforma, redes, tanques de floculação, decantação e filtração, com reservatórios de base) foi inaugurado no dia 24 de junho de 1968 pelo prefeito Augusto Schmidt Filho. Este complexo, situado na avenida 8-A, injetava nas redes da cidade o volume de 400 litros d’água por segundo. Para dar continuidade ao serviços de captação de água e ampliar o sistema, no ano seguinte foram inaugurados os serviços de Ajapi e Ferraz.

O marco imprescindível da nova fase do saneamento básico no município é 5 de dezembro de 1969, quando da assinatura pelo prefeito Álvaro Perin da lei que criou o Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Rio Claro (DAAE) como entidade autárquica e independente, sob a direção de Oswaldo de Oliveira Brossi, o primeiro condutor da modernização de todo o saneamento de Rio Claro, que passou a oferecer, sem interrupções, melhorias na qualidade da água e de vida para os rio-clarenses.

Em 1976, as ligações atendidas pelo complexo sistema de redes de distribuição, com três reservatórios de 500 mil litros cada, totalizavam 21 mil lares e 17.200 ligações na rede de esgotos, com três emissários ligados ao Corumbataí e Ribeirão Claro.

Os investimentos do DAAE nestes anos incentivaram a vinda de grandes indústrias para o município

De lá para cá, o DAAE não parou de realizar importantes obras, como a construção, em 1977, do Booster da Bela Vista, através de concorrência pública, e a conclusão, em outubro de 1979, das obras do Reservatório Elevado, localizado na ETA I (JOSÉ MARIA PEDROSO).

Todos estes e outros empreendimentos do DAAE incentivaram a vinda de importantes indústrias para o município, além de dar à cidade de Rio Claro a classificação de exceção em relação ao abastecimento de água e saneamento no Brasil.

Na busca da excelência em qualidade de serviços, em 9 de maio de 1980 o DAAE inaugura a nova sede administrativa, localizada na rua 5-B com a avenida 6-A . Dois anos depois, são inauguradas as obras civis da nova Estação de Tratamento de Água (ETA II), localizada no Sítio da Cachoeirinha, na Estrada Rio Claro/Ajapi; o Departamento realiza a recuperação e automatização dos Reservatórios do Alto do Santana e BNH, e inaugura o Sistema de Fluoretação da ETA I (JOSÉ MARIA PEDROSO).

Três das mais importantes obras nestes 35 anos do DAAE foram a inauguração, em 10 de dezembro de 1992, da Estação de Tratamento de Esgoto de Ajapi (projeto realizado pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias do Rio Piracicaba e Capivari), a inauguração da Central de Reservação e Distribuição de Água Tratada (situada no Distrito Industrial), em junho de 1998, para evitar uma eventual falta de água na cidade – construída no início desta década, a obra passou a oferecer 10.800 metros cúbicos de reserva, o dobro da capacidade de armazenamento de água, permitindo à cidade suportar oito horas um eventual paralisação das estações de tratamento – a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim das Palmeiras, em novembro de 1999 e a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto do Jardim das Flores, em 26/10/2001.

Com trabalho incansável, o DAAE oferece excelente qualidade de vida

O DAAE possui hoje infra-estrutura para garantir água potável em todas as torneiras da cidade até o ano de 2020. Atualmente, a demanda por tratamento e distribuição de água do DAAE atinge um total de 60 mil metros cúbicos/dia frente à capacidade máxima de tratamento de 86.400 metros cúbicos/dia. Possui também uma Central de Reservação e Distribuição de Água Tratada; extensão de redes de água com 672 mil metros que atendem a 100% da população – 61.630 ligações domiciliares de água; 36 reservatórios; cinco Estações de Tratamento de Esgotos e 668 mil metros de rede de esgoto, que atendem 99,3% da população – 60.190 ligações domiciliares – e tratamento de 38% de todo o esgoto produzido no município, com previsão de 100% nos próximos seis anos.

Visite o site do DAAE,  clicando aqui .

Fonte: DAAE Rio Claro ( http://www.daaerioclaro.sp.gov.br/ )

 
Copyright(c) 2017 - Prefeitura Municipal de Rio Claro
Todos os direitos reservados.
Departamento de Tecnologia da Informação