MENU

accessible_forward Acessibilidade
15 de abril de 2010 Administração

Funcionários da Prefeitura de Rio Claro serão uniformizados

     Os funcionários da Prefeitura de Rio Claro que desenvolvem trabalhos de rua, como fiscalização, tapa-buraco e limpeza, irão ganhar uniformes e equipamentos de proteção individual (EPI). A informação foi anunciada pelo prefeito Du Altimari durante a assinatura do acordo coletivo de trabalho da categoria e confirmada esta semana pela Secretaria Municipal de Administração. Nos próximos dias o Departamento de Licitação da Prefeitura deverá realizar pregão presencial para a compra dos materiais, que inicialmente têm um custo estimado em mais de R$ 1.100.000,00. O benefício irá atender a aproximadamente 500 funcionários das secretarias municipais de Obras, Agricultura, Administração, Meio Ambiente, Educação e de Mobilidade Urbana. Além das roupas, que são duas calças e duas blusas, os servidores receberão sapatos, luvas, óculos, protetor auricular e outros equipamentos de segurança para que possam desenvolver suas atividades com maior segurança. Outro aspecto positivo na iniciativa da Prefeitura é a possibilidade dos trabalhadores economizarem financeiramente nas despesas com vestuários, uma vez que passarão a trabalhar uniformizados com as roupas e sapatos fornecidos pela administração municipal. Reajuste A entrega dos uniformes deverá ocorrer em 90 dias, enquanto a dos equipamentos de proteção individual está previsto para maio, no mês em que o funcionalismo municipal receberá o primeiro pagamento com valores definidos no acordo celebrado com o sindicato da categoria.      Além do reajuste de 4,5% e um ganho real de 1,5%, que totalizam 6% a mais nos rendimentos dos funcionários ativos e inativos, a prefeitura está concedendo outros benefícios. O auxílio alimentação foi ampliado em 23,1% para os funcionários que já recebiam este benefício, e concedido também, a partir de agora, a todos os que recebem até R$ 1.100,81. O prefeito ressalta que, somada ao reajuste e ao ganho real nos salários (que totalizam 6%), a elevação dos valores do auxílio alimentação permitiu que grande parte do funcionalismo tivesse uma melhora salarial que variou entre 12 e 16%.

Skip to content