MENU

accessible_forward Acessibilidade
05 de abril de 2011 Educação

Escola de Rio Claro inicia ações do programa Mais Educação

O programa Mais Educação, do governo federal, iniciou suas atividades nesta segunda-feira, 4, na Escola Municipal Celeste Calil, a única de Rio Claro incluída no projeto do Ministério da Educação. Trata-se de educação em tempo integral, no horário escolar normal e no período oposto ao da sala de aula, à tarde ou de manhã. As ações do Mais Educação são viabilizadas das 8h50 às 12h10, para alunos que estudam à tarde, e das 12h50 às 16h10, para os que estudam de manhã. As atividades do programa ficarão todas concentradas na Associação Luterana Alvo, que fica ao lado da Escola Celeste Calil.

Instituído em janeiro de 2010, o projeto governamental integra o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) e preconiza a ampliação da jornada escolar e a organização curricular na perspectiva da Educação Integral. É justificado, também, como “construção de ação intersetorial entre as políticas educacionais e sociais, que deverá contribuir na diminuição das desigualdades educacionais e na valorização da diversidade cultural brasileira”.

Em Rio Claro, o Mais Educação vai beneficiar 140 dos 210 alunos matriculados na Escola Celeste Calil, que são oriundos do bairros Novo Wenzel e Jardim Bonsucesso, explica a diretora daquela unidade da rede municipal de ensino, Marilaine Bonaldo Surian. Eles têm de 6 a 10 anos e freqüentam do primeiro ao quarto ano do ensino fundamental. O período complementar dedicado ao programa será desenvolvido por seis professores, por meio de oficinas de Informática, Letramento (língua portuguesa na literatura), Coral, Capoeira, Pintura e Dança. Os profissionais, todos de nível superior, passaram por processo seletivo, quando foram convidados a apresentar projetos para as áreas citadas.

A permanência do aluno na escola durante os dois períodos tem a necessária retaguarda alimentar, evitando que nenhum deles deixe a escola mesmo no horário de almoço. “A permanência deles aqui será direta”, informa a diretora. Café da manhã, lanche intermediário, almoço e mais um lanche antes da saída asseguram que as crianças estejam bem alimentadas e, portanto, aptas para todas as atividades que forem adotadas pelos professores.

A diversidade das ações propostas, associada à metodologia que será utilizada para atrair a atenção e estimular o envolvimento das crianças nas atividades deve garantir o sucesso da jornada integral, canalizando a energia e a curiosidade natural destes meninos e meninas para objetivos concretos, de desenvolvimento físico e intelectual, sem – contudo – abdicar da diversão, do entretenimento. “É uma profissão de fé na cidadania, a busca do melhor rendimento escolar dessas crianças, apresentando-as a atividades que vão ampliar suas visões de mundo, de espaço, tornando-as indivíduos mais preparados em todos os aspectos, mas sem privar-lhes do direito de usufruir desta fase incrível da vida que é a infância”, opina a secretária municipal de Educação, Heloisa Cunha do Carmo.

Skip to content