MENU

accessible_forward Acessibilidade
27 de junho de 2012 Fundação de Saúde

Rio Claro terá segunda Unidade de Pronto Atendimento

Rio Claro terá mais uma Unidade de Pronto Atendimento. A aprovação do projeto municipal de transformar o Pronto Atendimento do Cervezão em UPA foi oficializada durante audiência pública com o ministro da saúde, Alexandre Padilha, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo no último dia 15.

“Essa conquista representa um enorme ganho para a população rio-clarense, são R$ 2.600.000,00 que o Ministério da Saúde destinará anualmente para a nova UPA”, comenta o prefeito Du Altimari.

“A parceria com o governo federal tem sido primordial para a realização de obras no município e, mais uma vez, fomos contemplados com recursos do Ministério da Saúde, dessa vez para a instalação da segunda UPA do município”, diz a vice-prefeita Olga Salomão, que participou da audiência na capital paulista.

Recursos para adaptação e ampliação do prédio que abriga o PA do Cervezão também virão do governo federal. “A solicitação foi aprovada e a planta com a ampliação foi encaminhada ao Ministério da Saúde que, após avaliação do documento, vai determinar o valor destinado a Rio Claro para a execução da obra”, explica o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Marco Aurélio Mestrinel, também presente à audiência com o ministro Padilha.

Além da transformação do PA do Cervezão em UPA, o projeto que visa melhorias na Unidade de Saúde da Família de Ajapi também foi aprovado pelo Ministério da Saúde, representando mais recursos para a saúde no município.

Além da vice-prefeita Olga Salomão e do Dr. Marco Aurélio Mestrinel, estiveram presentes à audiência pública o diretor geral de administração da Fundação Municipal de Saúde, Edison Rodrigues Filho, e o funcionário da FMS, Antonio Roberto da Silva.

Segundo divulgado pelo Ministério da Saúde, o estado e os municípios paulistas receberão R$ 57 milhões de investimento do governo federal para ampliação das UPAs, que já garantem atendimento diário a 7,5 mil pessoas, e para a construção de 24 novas unidades, possibilitando ampliar o número de beneficiários em 136%.

Equipadas para realizar atendimentos de complexidade intermediária, as UPAs 24h conseguem resolver até 97% dos problemas dos usuários que as procuram, sem necessidade de encaminhamento a um hospital.

Pular para o conteúdo