MENU

accessible_forward Acessibilidade
24 de novembro de 2023 Fundação de Saúde

Obras no hospital público de Rio Claro estão quase na metade

Equipamento público irá integrar complexo de saúde da região norte.

Com dois pavimentos, o hospital público municipal de Rio Claro terá dois centros cirúrgicos, leitos de enfermaria e de UTI, áreas para exames de imagem, exames laboratoriais, refeitório, alas de internação e farmácia. As obras para a construção do hospital seguem em ritmo acelerado e estão chegando à metade.

O hospital contará com 60 leitos e será um dos equipamentos de atendimento à população no complexo de saúde que a prefeitura está implantando na região norte. O complexo de saúde da região norte de Rio Claro terá ainda a unidade de pronto atendimento, que mesmo após a inauguração do hospital será mantida em funcionamento; a unidade básica de saúde; a farmácia municipal; e o Caps (Centro de Atenção Psicossocial) – serviços já instalados no mesmo quarteirão do bairro Cervezão. Um novo prédio para o Centro de Especialidades Odontológicas será construído em terreno próximo ao hospital.

“Serão dois complexos de saúde no município: um na região norte e outro na região sul, com ampliação dos serviços de saúde ofertados à população, o que representa um imenso ganho na qualidade dos atendimentos de saúde em nosso município”, destaca o prefeito Gustavo.

O complexo da região sul também passa por obras. No local a prefeitura irá implantar o centro de referência de saúde integral da mulher, o Acolhe; e o Crescer, centro especializado em atendimento infantojuvenil. As obras na região sul englobam também a unidade básica de saúde da Avenida 29 e a farmácia municipal.

“O município está investindo na estrutura da rede pública municipal de saúde e é fundamental que isso aconteça com qualidade e estamos trabalhando muito para isso”, destaca Marco Aurélio Mestrinel, presidente da Fundação Municipal de Saúde.

Além de investimento municipal, a construção do Hospital Público utiliza recursos do Claretiano – Centro Universitário e repasses federais, conseguidos por meio de emenda do deputado federal Miguel Lombardi, que também destinou recursos para o complexo de saúde da região sul.

Skip to content