MENU

accessible_forward Acessibilidade
29 de junho de 2010 Sem categoria

Inaugurada, Estação de Transbordo amplia ação ambiental em Rio Claro

Prefeito Du Altimari e vice-prefeita Olga Salomão (centro) descerram placa durante inauguração da Estação de Transbordo

O prefeito Du Altimari inaugurou nesta terça-feira, 29, a Estação de Transbordo de Resíduos Hospitalares no Aterro Sanitário de Rio Claro. O recinto terá a função de receber o lixo hospitalar, que é de responsabilidade da empresa MB Engenharia. Dali, os resíduos passam por tratamento de microondas antes de serem levados ao Aterro Sanitário de Paulínia, credenciado para receber estes descartes.

Além do prefeito, participaram da solenidade a vice-prefeita Olga Salomão e a vice-presidente da Câmara Municipal, Maria do Carmo Guilherme, bem como os três vereadores que compõem a Comissão de Meio Ambiente do Legislativo local, a saber: Raquel Picelli (presidente) Sérgio Desiderá e Julinho Lopes, ambos membros. O secretário Milton Machado Luz, titular da pasta de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente (Sepladema) e os representantes das empresas Riolix (coleta de lixo), Qualix (Aterro Sanitário) e MB, responsável pelo lixo hospitalar também participaram da cerimônia.

Altimari afirmou que já por ocasião da assinatura de convênio com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, em 2009, para a co-gestão da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade, o secretário estadual Xico Graziano dissera, em Rio Claro, que o governo municipal acertara ao declarar emergência quanto à situação do Aterro Sanitário, logo no início da atual gestão. “A partir dali, pudemos realizar um processo transparente e ético que avançou para uma nova licitação”, disse o prefeito. Altimari avaliou que os resultados obtidos neste período acentuam que a empresa Qualix, responsável pelo Aterro, “vem respondendo às nossas expectativas, ratificando o princípio do desenvolvimento sustentável que permeia todas as nossas decisões”, frisou.

“Trilhar o caminho do desenvolvimento sustentável é vital para o futuro de uma cidade”, notou também a vice-prefeita, Olga Salomão. “Ações desta natureza, quando ficam explícitas e mostram o comprometimento da administração municipal com o crescimento associado à qualidade de vida trazem dividendos para o município”, sublinhou. “Hoje, os investidores e empreendedores valorizam cidades que escolhem evoluir por essa via”, concluiu.

Como presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, a vereadora Raquel Picelli externou sua “satisfação com as políticas ambientais adotadas até aqui pela administração municipal, que enfatizam a preocupação com um futuro melhor para as gerações que nos sucederão”.  E acrescentou: “É preciso persistir nestas políticas, considerando que a sociedade também evoluiu muito neste aspecto e preza as ações com viés ambiental”.

Titular da Sepladema, o secretário Milton Machado Luz deu destaque ao “indispensável trabalho de todos aqueles que se envolvem, em cada fase do processo”, desde a coleta de lixo até o depósito no Aterro Sanitário. “É um trabalho essencial, digno, que justifica nosso respeito às pessoas que o exercem”, afirmou. “Não é uma função ainda valorizada como deveria ser, mas já existe, atualmente, uma consciência maior quanto ao real significado deste trabalho na vida da cidade”, registrou.

Luz citou o início da construção dos três primeiros Ecopontos de Rio Claro nos bairros Cervezão, São Miguel e Jardim São Paulo, que já se encontram em andamento e resgatou a parceria desenvolvida entre a Sepladema e a Secretaria de Ação para fortalecer os catadores da cidade e ampliar a coleta de lixo reciclável.

Skip to content